Correio dos Campos

Empresários pedem a manutenção do comércio aberto

Campanha “O comércio não pode parar” defende a manutenção do funcionamento das lojas
25 de Maio de 2021 às 11:15
(Foto: Arquivo/Diário dos Campos)

COM ASSESSORIAS – A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), por meio do Núcleo do Comércio, lançou a campanha “O comércio não pode parar”, em que defende a permanência das lojas abertas no município.

A ação visa alertar para a necessidade de se manter o comércio funcionando, após o setor ter sido penalizado com o fechamento durante momentos mais duros da pandemia da Covid-19. Os lojistas pedem para manterem as portas abertas, após terem sofrido muitos prejuízos em medidas tomadas durante mais de um ano.

A campanha do comércio de Ponta Grossa defende que se respeitem as medidas de combate ao coronavírus, mas que determinações não impliquem em um novo fechamento do comércio e somente um determinado segmento econômico acabe sendo prejudicado. Se respeitadas as medidas e os cuidados, as lojas podem funcionar e manter a economia ativa no município, defende o Núcleo do Comércio. “A importância e objetivo desta campanha é de estarmos unidos em prol de não fecharmos as nossas lojas, com assepsia, com todos os cuidados pertinentes, para que possamos conter esse vírus e manter nossas portas abertas, atendendo nosso público consumidor, que ainda tem avidez por comprar”, explica a Diretora do Comércio da ACIPG, Flávia Barrichello.

Em abril deste ano o comércio teve suas atividades suspensas e uma eventual possibilidade de fechar o comércio novamente por conta do aumento do número de casos de Covid no município preocupa os comerciantes, que pedem para que os estabelecimentos permaneçam funcionando. Diante deste cenário de preocupação os lojistas têm se mobilizado em prol da categoria e busca resultados que protejam o setor e não prejudique a economia local. “Essa união tem feito bastante diferencial nas nossas causas e tem feito uma diferença muito grande para o setor”, finaliza a diretora da ACIPG.