Correio dos Campos

Mais de 90% dos pais avaliam como positivo o “Projeto Escola e Família Mediando o Aprendizado” de Jaguariaíva

12 de Maio de 2020 às 14:13
(Divulgação/PMJ)

IMPRENSA/Jguariaíva – O período de isolamento necessário para prevenir a disseminação do novo coronavírus não está sendo tempo perdido para alunos da rede municipal de ensino. Há mais de um mês as crianças da zona urbana e rural recebem material impresso e ajuda online para estudar em casa.

Denominado “Projeto Escola e Família Mediando o Aprendizado”, a ação da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Smece), é feita em parceria com os pais. A vice-prefeita Alcione Lemos conta que a família auxilia na realização das atividades e encaminha as tarefas de casa aos professores, que fazem neste período um trabalho remoto.

“Neste período de isolamento o setor de educação foi bastante prejudicado, contudo reunimos nossa equipe de trabalho e juntos elaboramos este projeto, para ofertar aos nossos alunos o conteúdo que seria dado em sala de aula, contando com a parceria dos pais. Estamos todos unidos para que nossas crianças tenham o melhor em termos de aprendizagem”, relata Alcione.

Entre os recursos para o contato via internet entre os professores, alunos e pais estão as redes sociais, entre elas as mensagens de áudio e vídeo-aulas encaminhadas via WhatsApp, que a grande maioria tem acesso. Os pais recebem ainda material impresso, via apostilas e livros didáticos. Além das escolas, os cemei’s também estão incluídos.

A diretora de Educação, Andreia Valentim, conta que os professores estão em formação continuada para elaboração das aulas diferenciadas para o momento. As oficinas, realizadas online, abordam temas como os recursos didáticos digitais, aplicativos, pensamento fonológico e alfabetização, entre outros assuntos.

Feedback – A etapa inicial das aulas em casa nesta fase de pandemia já foi avaliada pelos pais e adaptada pela equipe pedagógica. Segundo pesquisa feita pela Smece, mais de 90% dos pais aprovam o trabalho. Num universo de mais de 2 mil pais que responderam a pesquisa, a maioria informa que não há grande dificuldade para o estudo temporário em casa.

As atividades enviadas também foram vistas como úteis no sentido de reposição do conteúdo. Em quase todas as famílias a responsável pelo acompanhamento dos filhos nas aulas em casa é a mãe. O tempo dedicado diariamente é de, em média, duas horas por dia, conforme disponibilidade de cada uma.

Segundo a vice-prefeita Alcione, o projeto iniciou antes mesmo da possibilidade deste sistema de ensino ser enquadrado na contagem dos dias letivos. Alcione lembra que cerca de 900 famílias mais necessitadas recebem ainda um kit de alimentação para garantir a nutrição dos alunos neste momento em que muitos pais estão sem trabalho.

Datas comemorativas também não passaram em branco. Na Páscoa foram entregues ovos de chocolate a todos os alunos e no Dia das Mães as escolas distribuíram lembrancinhas e fizeram homenagens.