Correio dos Campos

Social fará mobilização para marcar Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

16 de Maio de 2022 às 13:52
(Foto: Divulgação/PMC)

COM ASSESSORIAS – A Rede de Enfrentamento às Violência de Castro vai lembrar o dia 18 de Maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, com diversas atividades, entre elas, a premiação do concurso de bandeiras realizado para crianças do 5º ano das escolas municipais e particulares de Castro e crianças de 9 a 11 anos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do município. Cada grupo de crianças inscrito pelo orientador ou professor responsável, elaborou uma bandeira que representará a mobilização da população e do sistema de garantia de direitos de Castro em favor do combate às violências contra crianças e adolescentes.

No dia 18 de maio, além do hasteamento da bandeira selecionada em primeiro lugar, haverá um desfile das instituições participantes com a comissão de frente das três melhores bandeiras no Estádio Lulo Nunes, o Caramuru, às 14 horas e a premiação aos vencedores. Neste dia, no período da manhã, a Praça João Gualberto, o Paço Municipal e a Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social de Castro, serão iluminados na cor laranja, destacando a campanha. Durante todo o mês será feita ainda, distribuição de material informativo sobre a campanha.

De acordo com a secretária municipal da Família e Desenvolvimento Social, Michelle Nocera Fadel, a data é relevante para a visibilidade e fortalecimento ao enfrentamento às violências contra crianças e adolescentes. “Precisamos nos sensibilizar de que todos somos responsáveis pela proteção de crianças e adolescentes. As políticas públicas voltadas ao combate da violência contra esse público é muito importante, mas a participação da sociedade é imprescindível. É preciso saber como denunciar e buscar ajuda”, ressaltou.

Data

O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído em 1988, incentivado por um crime ocorrido no dia 18 de maio de 1973, quando a menina Araceli, em Vitória no Espirito Santo, com oito anos foi sequestrada, drogada, espancada, violentada e morta.

Rede

A Rede de Enfrentamento as Violências, possui caráter intersetorial sendo composta por representantes das políticas públicas de Saúde, Educação, Assistência Social, Segurança Pública, bem como Conselho Tutelar e representante da Câmara dos Vereadores de Castro.

Números

Em 2021 foram atendidas 258 crianças e adolescentes pelos Centros de Referência e Assistência Social (CREAS) Aconchego e Neuza Aparecida de Freitas por violência física ou psicológica, violência sexual (abuso ou exploração sexual), negligência ou abandono.

Como denunciar

Qualquer pessoa pode denunciar violência contra crianças e adolescentes. As denúncias podem ser feiras pelos números: 190 da Polícia Militar; 100 Disque Denúncia e (42) 2122 – 5309 e 9 9971-3633 Conselho Tutelar de Castro.