Correio dos Campos

Prefeitura amplia público com comorbidade para 18 a 59 anos; Confira o cronograma

21 de Maio de 2021 às 18:28
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Ponta Grossa)

COM ASSESSORIAS – A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e do Departamento de Imunização, pretende aplicar 9600 doses de vacina contra a Covid-19, entre os dias 24 e 26 de maio na Estação Arte e no Centro de Eventos.  A ação inicia na segunda-feira (24) com públicos diferentes em dois momentos, das 9h às 12h, para pessoas com comorbidades na faixa etária de 45 a 59 anos e no período da tarde para o público de 30 a 59 anos, das 14h às 17h.

Na terça-feira (25) e na quarta-feira (26) o público atendido será da faixa etária de 18 a 59 anos, desde que se enquadrem nos critérios de comorbidades estabelecidos pelo Ministério da Saúde. No dia 25 a ação acontece das 9h às 16h, e no dia 26 a ação contará com horário estendido das 9h às 19h.  As vacinas utilizadas serão as dos laboratórios Fiocruz e Pfizer.

O agendamento das doses será no site da Prefeitura (https://www.pontagrossa.pr.gov.br/) e terão início amanhã (22), às 8h. “Reforçamos que o agendamento é imprescindível, porém não dará direito às doses, mas, sim, a validação das comorbidades. É importante estar com RG, CPF e carteirinha de vacinação”, explica a enfermeira da Atenção Primária, Daniele Fabian.

O usuário que tem diabetes, deve levar uma cópia da receita dos últimos seis meses tanto da rede pública, quanto privada, desde que digitada e com carimbo do emissor. Para as demais comorbidades é necessário apresentar a declaração da Unidade Básica de Saúde (UBS) ou o atestado/declaração do médico assistente, desde que atenda às especificações do Ministério da Saúde. Os documentos ficarão retidos para possíveis averiguações.

A pessoa inscrita no Benefício de Prestação Continuada  (BPC), dentro da faixa etária de vacinação do dia, não precisa levar nenhum comprovante, pois há uma lista fornecida pela Assistência Social.

CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO

24/05
Estação Arte e Centro de Eventos
Das 9h às 12h – para pessoas com comorbidades na faixa etária de 45 a 59 anos
Das 14h às 17h –   para pessoas com comorbidades na faixa etária de 30 a 59 anos

25/05
Estação Arte e Centro de Eventos.
Das 9h às 16h –  O público atendido será da faixa etária de 18 a 59 anos, desde que se enquadrem nos critérios de comorbidades estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

26/05
Estação Arte e Centro de Eventos    
Das 9h às 19h  –  O público atendido será da faixa etária de 18 a 59 anos, desde que se enquadrem nos critérios de comorbidades estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

RELAÇÃO DE COMORBIDADES DO PLANO ESTADUAL DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 

DIABETES MELLITUS – Qualquer indivíduo com diabetes.

PNEUMOPATIAS CRÔNICAS GRAVES – Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação por crise asmática).

HIPERTENSÃO ARTERIAL RESISTENTE (HAR) – Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos antihipertensivos.

HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIO 3 – PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade.

HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIOS 1 E 2 COM LESÃO EM ÓRGÃO-ALVO E/OU COMORBIDADE – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA (IC) – IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.

COR-PULMONALE E HIPERTENSÃO PULMONAR – Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.

CARDIOPATIA HIPERTENSIVA – Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgão salvo).

SÍNDROMES CORONARIANAS – Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras).

VALVOPATIAS – Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar;estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).

MIOCARDIOPATIAS E PERICARDIOPATIAS – Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.

DOENÇAS DA AORTA, DOS GRANDES VASOS E FÍSTULAS ARTERIOVENOSAS – aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.

ARRITMIAS CARDÍACAS – Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras).

CARDIOPATIAS CONGÊNITA NO ADULTO – Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.

PRÓTESES VALVARES E DISPOSITIVOS CARDÍACOS IMPLANTADOS – Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência).

DOENÇA CEREBROVASCULAR – Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.

DOENÇA RENAL CRÔNICA – Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.

IMUNOSSUPRIMIDOS – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.

HEMOGLOBINOPATIAS GRAVES – Doença falciforme e talassemia maior.

OBESIDADE MÓRBIDA – Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40 kg/m2 .

SÍNDROME DE DOWN – Trissomia do cromossomo 21.

CIRROSE HEPÁTICA – Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.