Correio dos Campos

Saúde adquire novo produto para otimizar higienização das ambulâncias do Samu

O composto adquirido diminui o tempo necessário para a limpeza e elimina uma maior quantidade de microorganismos que ficam suspensos nas viaturas após os atendimentos
28 de Maio de 2020 às 18:35
(Foto:PMPG)

IMPRENSA/Ponta Grossa – A Fundação Municipal de Saúde (FMS) adquiriu por meio de licitação um produto novo para realizar a limpeza e higienização das ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ponta Grossa. A aquisição visa a eficiência e maior rapidez na desinfecção das viaturas, com o intuito de diminuir o risco de contágio de doenças infecciosas, assim como o novo coronavírus.

O produto adquirido é composto de peróxido de hidrogênio com a quinta geração de quaternários de amônia. A substância utilizada anteriormente era à base de hipoclorito de sódio.

“A FMS está trabalhando em diversas frentes. São os detalhes que fazem a diferença dentro dos serviços. Esse novo produto utilizado no atendimento móvel traz maior segurança não apenas para os funcionários, mas, também para a população que necessita do atendimento. Já vínhamos tomando os cuidados com a higienização e realizando os protocolos de desinfecção nas ambulâncias e agora esse produto agrega um melhor resultado no trabalho que já estava sendo realizado”, destaca o secretário adjunto de Saúde, Rodrigo Manjabosco

Para o coordenador de enfermagem do Samu, Rinaldo Levandoski, a aquisição do produto é uma importante conquista para o serviço, pois o desinfetante permite que as viaturas sejam higienizadas com mais rapidez e maior assertividade.

“O produto que adquirimos atinge o maior número de microorganismos para eliminá-los. Além disso, a limpeza é mais rápida, dura aproximadamente 40 minutos, enquanto que com o produto utilizado anteriormente, a desinfecção durava cerca de duas horas. Esse ganho de tempo é essencial para que possamos fazer mais atendimentos ao longo dos dias. Sem contar que, em tempos da Covid-19, o produto diminui as chances de as pessoas se contaminarem com a doença”, explica Rinaldo.

A limpeza das ambulâncias é feita periodicamente após um paciente com sintomas de doenças infecciosas ser atendido e também nas higienizações de rotina, feita a cada 15 dias.