Correio dos Campos

ACIPG Jovem comemora resultado do Feirão Imposto

O objetivo foi mostrar o custo dos impostos e mau uso dos recursos públicos.
21 de Maio de 2018 às 19:18

COM ASSESSORIAS – No último sábado (19), o ACIPG Jovem realizou mais uma edição do Feirão do Imposto. Com o combustível subsidiado e comercializado a R$ 3,00, objetivo foi chamar a atenção sobre o impacto que os impostos têm nos produtos no Brasil. A iniciativa aconteceu simultaneamente em mais de 100 cidades de 24 estados da federação e teve tem como tema neste ano ‘Pague 2 Leve 1’ e evidencia o quanto o dinheiro público é mau empregado e pede por menos promessas e mais ação por parte do governo em benefício da população.

De acordo com João Demétrio Bulek, presidente do ACIPG Jovem, da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) a realização de mais uma edição do Feirão do Imposto em Ponta Grossa, teve o objetivo conscientizar a população sobre o quanto o cidadão paga de impostos e o quanto estes recursos são aplicados de maneira errada. “Alcançamos o objetivo, pois atingimos uma quantidade grande de consumidores, que foram sensibilizados pelos membros do ACIPG Jovem sobre o assunto, mas também pela imprensa em geral que divulgou não apenas a venda mais barata de combustível, mas sim a ideia de conscientização por traz disso, em relação aos altos tributos pagos pela população”, disse.

Bulek conta que a sociedade gasta com valores de tributos que não retornam. “O cidadão paga muito imposto. Apesar de não termos a maior carga tributária do planeta, como se convenciona falar, temos um dos piores índices de retorno. Nosso serviço público é de péssima qualidade em relação ao que pagamos por ele”, ressalta.

O presidente do ACIPG Jovem salienta que no Feirão do Imposto de 2018 foram 3 mil litros vendidos, a R$ 3,00 o litro, no máximo 20 litros por consumidor, para 150 veículos. “O valor dos impostos foi custeado pelo ACIPG Jovem e pela ACIPG, em virtude do Feirão do Imposto ser um evento sem fins lucrativos e a produção de materiais e ações de divulgação, contarem com o auxílio financeiro de parceiros e apoiadores”, finaliza Bulek.