Correio dos Campos

Televisando o Futuro: “Viver bem, que mal tem” terá 16 escolas de Palmeira participando

25 de Maio de 2017 às 18:38

O Televisando, projeto de mídia e educação da RPC e Instituto GRPCOM, lançou na tarde desta quarta-feira (24) o Concurso Cultural 2017, a etapa mais esperada do projeto.

Ao todo, dezesseis escolas de Palmeira irão participar: Queimadas, Santa Barbara de Cima, Nossa Senhora do Rosário, Pedro Gross Filho, Professora Ida Albach, Leonor Santos, Escola Integrada, Nossa Senhora do Rocio, Eurides, Gabriel Prestes, Colônia Maciel, Ana Ferreira e APAE.

Em 2014 dentre mais de 130 trabalhos selecionados para etapa regional do Concurso Cultural Televisando o Futuro, três escolas de Palmeira estavam entre as classificadas que premiou o 1º, 2º e 3º lugar de cada categoria. Em 2015 Palmeira recebeu o prêmio em duas categorias: ilustradora mirim e cartunista mirim. No mesmo ano a Secretaria de Educação de Palmeira foi premiada com a Placa de Menção Honrosa e selecionada como uma das três secretarias mais participativas do projeto. O tema escolhido para a edição 2015 do concurso foi “O uso consciente das Tecnologias”.

Para este ano, o projeto acontece envolvido em uma temática anual, que é o ponto de partida para as discussões e reflexões com o uso da mídia. Em 2017 a temática é “Viver bem, que mal tem”, que aborda três subtemas: Alimentação, Prevenção e Bem-estar

Através das reportagens especiais sobre o tema, produzidas pelo jornalismo da RPC, alunos e professores têm a oportunidade de refletir e materializar em seus desenhos todo conteúdo desenvolvido em sala de aula.

Os alunos podem participar em duas categorias: “Ilustração” e “Histórias em Quadrinhos”. A primeira, destinada aos estudantes do 1º ao 3º ano, é a produção de um desenho sobre a temática, em que são avaliados a reflexão e criatividade. A segunda, direcionada aos alunos do 4º e 5º ano é a produção de uma pequena história, distribuída em quatro quadrantes de uma folha, em que são observados a criticidade, criatividade, senso de humor e lições aprendidas durante as aulas relacionadas ao projeto.

Professores possuem uma categoria exclusiva, a “Prática Pedagógica”, que é um relato das atividades desenvolvidas com os alunos, que deve utilizar a TV como recurso pedagógico.

 

Premiação – Alunos e professores recebem prêmios nas etapas Municipal e escolas na etapa Estadual. TVs e tablets são os prêmios oferecidos para as três categorias. Este ano os trabalhos devem ser enviados às Secretarias Municipais de Educação até 17 de Agosto. A entrega dos prêmios está programada para o mês de Outubro