Correio dos Campos

Prefeito Edir volta de Brasília com boas notícias para Palmeira

18 de Maio de 2017 às 18:38

Na última terça-feira (16) e quarta-feira (17) o prefeito Edir Havrechaki e o secretário de Gestão Pública, Geraldo Nepomuceno das Neves estiveram em Brasília participando da XX Macha dos prefeitos. Havrechaki aproveitou o momento para buscar recursos em visitas aos deputados federais Toninho Wandscheer e Takayama.

De acordo com Havrechaki, as visitas foram bastante proveitosas para o município. O prefeito esteve no Ministério da Saúde juntamente com o deputado Toninho, em audiência com secretário-executivo do Ministério da Saúde, Antônio Nardi. “Pudemos expor demandas da saúde em nosso município como a habilitação do Centro de Especialidades que significa um grande avanço nas questões de informatização e agilidade no sistema de atendimento do CE”, explicou.

O Ministério da Saúde se compromete ainda em habilitar cinco Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município. Isso garantirá mais recursos para essas unidades, através de repasses fundo a fundo do Governo Federal. O programa Mais Médicos do Governo Federal também foi pauta na reunião. Segundo Edir, hoje os três médicos cubanos em Palmeira estão com contratos encerrados, “buscamos a continuidades deste programa em Palmeira porque é visível o auxílio que esses profissionais trouxeram no atendimento em saúde”, comentou.

Além do prefeito Edir Havrechaki, estiveram presentes na Marcha o presidente da AMCG, José Sloboda e os prefeitos de Ivaí, Idir Treviso, de Ipiranga Luiz Blum, junto com seu vice Alcides Mayer, de Ventania Antonio Helly Santiago, de Porto Amazonas Altair Polato, de São João do Triunfo Abimael do Valle e seu vice Geraldo Chaves, de Ortigueira Lourdes Bannach, o vice-prefeito de Imbaú Jocelino Ribeiro e o secretário de governo Jeverson Lima.

Os municípios da região comemoram a Medida Provisória assinada ontem pelo presidente Michel Temer que possibilita a renegociação da dívida do INSS, tanto para estados quanto para os municípios. O fato foi apontado como uma conquistas. A MP permite renegociação de R$ 76 bilhões para os municípios brasileiros, com parcelamento em 200 meses, desconto de 80% dos juros, e 25% dos encargos e multas.