Correio dos Campos

Saúde de Castro aplica 16 mil doses de vacina em uma semana

4 de abril de 2019 às 21:54
(Divulgação/PMC)

IMPRENSA/Castro – Com a intensificação da vacinação contra a febre amarela iniciada no dia 28 de março, a Secretaria Municipal de Saúde de Castro aplicou 16 mil doses em uma semana, e com a redução da procura, apenas três unidades de saúde ficarão abertas nesta quinta e sexta-feira (4 e 5) com horário estendido, inclusive na hora do almoço. Ficarão atendendo as unidades Joevah Ribeiro e Bom Jesus até às 21 horas e a unidade do Tronco até às 20 horas. Nas demais, o horário é das 8h30 às 11h30 e das 13 às 16h30.

De acordo com a supervisora de Vigilância em Saúde, Marielen Wieczoreck Nocera, o movimento foi muito bom e a população respondeu ao apelo da secretaria. “Com horário estendido e mais o atendimento no final de semana conseguimos imunizar 16 mil pessoas”, conta.

Marielen ressalta que quem ainda não tomou a vacina deve procurar uma unidade de saúde. “E para aquelas pessoas que logo vão tomar a vacina contra a gripe, podem tomar também a vacina contra a febre amarela, porque não há contraindicação”, disse.

A vacina contra a febre amarela deve ser tomada por pessoas de 9 meses a 59 anos. Pessoas acima de 60 anos, apenas com prescrição médica. Quem tiver dúvidas se tomou a vacina, deve procurar o posto de saúde. Quem já tomou, não é necessário, pois a dose é única.

A doença

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por vírus que se manifesta com febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, dor no corpo, pele e olhos amarelados (icterícia) e hemorragia (gengiva, nariz, estômago, intestino e urina), podendo levar a morte nas formas mais graves. A febre amarela é transmitida pela picada dos mosquitos infectados. Não existe transmissão de pessoa para pessoa.

No Brasil, o principal mosquito vetor da febre amarela silvestre é o Haemagogus. Na forma urbana da doença, o Aedes aegypti pode ser o transmissor.