Correio dos Campos

Prefeitura de Carambeí divulga nota sobre caso suspeito de corona vírus

17 de março de 2020 às 14:57
(Divulgação)

IMPRENSA/Carambeí – A Prefeitura de Carambeí, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica, vem através de Nota Oficial, esclarecer e prestar informações a população, quanto ao CASO SUSPEITO DE CORONA VÍRUS (COVID 19), divulgado na segunda-feira (16) pela Secretaria de Estado da Saúde.

O caso suspeito do COVID 19 registrado no município de Carambeí trata se de um jovem de 25 anos que se enquadra na situação 2 (de caso suspeito) na tabela de classificação de pacientes com suspeita da doença, ou seja, contato próximo a viajante para o exterior que apresentou os sintomas da doença.

O paciente encontra-se em isolamento domiciliar desde sexta-feira, dia 13 de março, e seu estado de saúde é estável.

O exame para COVID 19 já foi coletado e enviado para o Laboratório Central do Estado do Paraná (LACEN-PR) conforme protocolo da Terceira Regional de Saúde.

O paciente e seus contatos seguem sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde, pelo setor de Vigilância Epidemiológica.

É importante enfatizar que no município de Carambeí não há transmissão comunitária da doença, mas é imprescindível adotar as medidas preventivas.

PREVENÇÃO | Entre as medidas preventivas estão:

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas ou que apresentem sintomas da doença;

– Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

– Manter os ambientes bem ventilados;

– Limpar e higienizar objetos e superfícies tocados com frequência;

– Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.