Correio dos Campos

Botes acumulam água e podem ser foco de doenças em Tibagi

22 de novembro de 2021 às 18:42
(Foto: João Pedro Agostinho/ASCOM Pref. Tibagi)

COM ASSESSORIAS – A Secretaria de Saúde de Tibagi, através do Centro de Controle de Zoonoses, informa que ao longo do Rio Tibagi existem alguns botes que estão acumulando água parada e podem ser foco de transmissão de diversas doenças.

De acordo com o médico veterinários e responsável pelo setor de Zoonoses da Secretaria de Saúde, Pedro Teider, essa situação trás enormes riscos à saúde pública.

“Porque eles (os botes) ficam com água parada acumulada e mesmo por ser em locais um pouco mais afastados do centro urbano podem ser focos de dengue, principalmente através dos mosquitos aedes albopictus e aedes aegypt, que transmitem Febre Chikungunya, Dengue e Zika; e do mosquito anopheles, que transmite a malária”, afirma Teider.

O responsável pelo setor de Zooneses disse ainda que os proprietários dos botes devem retirá-los do local para evitar a situação ou então mantê-los totalmente submersos, pois isso mantém a água corrente do rio.

“Caso a situação permaneça, a Prefeitura deverá recolher os botes já que são focos grandes de dengue. Além disso, existem profissionais que trabalham na extração de areia do rio e podem ser os principais afetados pela situação’, finaliza o profissional.