Correio dos Campos

Polícia Civil prende servidores públicos em investigação de fraude em Imbituva

O prejuízo aos cofres públicos com essa fraude é estimado em R$ 500 mil
5 de novembro de 2019 às 08:01
Policiais prenderam servidores na Prefeitura de Imbituva foto: Polícia Civil/Divulgação

REDAÇÃO/Correio dos Campos – Durante a operação Lote de Ouro, equipes da Polícia Civil de Ponta Grossa e Imbituva, além da Divisão de Combate a Corrupção de Curitiba (DCCO) prenderam três pessoas suspeitas de fraudarem documentos de desapropriação de um imóvel.
De acordo com as investigações da Polícia Civil, dois servidores públicos da Prefeitura de Imbituva e a suposta proprietária do imóvel foram presos pela fraude. Eles teriam feito documentos passando um terreno que já pertencia ao município para o nome de uma moradora. E ela, estaria vendendo o terreno para a prefeitura novamente.
O prejuízo aos cofres públicos com essa fraude é estimado em R$ 500 mil.
Os advogados da moradora presa negam as acusações e dizem que o imóvel está na família dela há mais de 40 anos.
Agora a Polícia Civil segue com as investigações da tentativa de fraude do imóvel.