Correio dos Campos

Investimentos da Copel triplicam capacidade da subestação em Ponta Grossa

Recursos foram usados para transformadores trifásicos. São os primeiros desse porte que a Copel coloca em operação no Paraná, e eles estão entre os maiores do País. Equipamentos semelhantes serão instalados nas subestações Pato Branco e Guaíra.
10 de Maio de 2021 às 14:13
(Foto: Valdenir Daniel Cavalheiro)

A Copel colocou em operação o segundo transformador de 225 megavolt-amperes (MVA) de potência na subestação Ponta Grossa Sul, concluindo um importante projeto de reforço no sistema de transmissão de energia da região Central do Paraná, três meses antes do prazo estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A obra recebeu recursos da ordem de R$ 24 milhões.

“É um investimento muito significativo, pois triplicamos a capacidade de transformação de energia nesse ponto do sistema, preparando a rede elétrica para um expressivo crescimento de demanda na região de Ponta Grossa ao longo dos próximos anos”, destaca o diretor-geral de Geração e Transmissão da Copel, Moacir Carlos Bertol. “Sem energia não há crescimento econômico e a Copel cumpre esse papel de prover infraestrutura adequada ao desenvolvimento do Estado”.

A subestação Ponta Grossa Sul opera em 230 mil Volts (kV) e teve o primeiro transformador de 225 MVA energizado em março deste ano. Agora, com o segundo operando, a capacidade de transformação nessa subestação passa de 125 MVA para 450 MVA. Com a conclusão desse projeto, a Copel receberá uma Receita Anual Permitida (RAP) adicional de R$ 3,8 milhões, que começa a ser contabilizada neste mês de maio.

Esses são os primeiros transformadores trifásicos desse porte que a Copel coloca em operação no Paraná, e eles estão entre os maiores do País. Equipamentos semelhantes serão instalados nas subestações Pato Branco, ainda em 2021, e Guaíra, em 2022 – somando mais R$ 66 milhões em investimentos.

Fonte: AEN/PR