Correio dos Campos

Mercado oferece alimentos de graça para pessoas em situação de vulnerabilidade durante pandemia em Ponta Grossa; veja como ajudar

Ação é feita em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, onde também são doados itens de proteção à Covid-19. Governo estadual lançou segunda edição da 'Cesta Solidária' para arrecadação de alimentos.
23 de março de 2021 às 18:06
Mercado disponibiliza alimentos de graça para pessoas em situação de vulnerabilidade. (Foto: Reprodução/RPC)

A solidariedade se multiplica em tempos de pandemia do novo coronavírus. Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, um mercado está disponibilizando alimentos de graça para pessoas em situação de vulnerabilidade em meio à pandemia do novo coronavírus.

No local, alimentos ficam sobre uma mesa na porta do mercado, com uma placa que diz “se você estiver precisando, pegue até três itens”.

“Nessa crise alguns são mais ou menos afetados, mas estamos no mesmo barco e temos que remar para sair todos dessa, se Deus quiser, bem” afirmou o comerciante George Junior.

Na cidade, a Cáritas da Diocese municipal também promove uma ação de doação de alimentos. A instituição solicita a doação de dinheiro que será revertida na compra de cestas básicas para a população carente da cidade.

Campanha estadual

As ações de ajuda ao próximo se multiplicam também a nível estadual. Nesta terça-feira (23), foi lançada a segunda edição da campanha “Cesta Solidária”, do Governo do Paraná. Veja como doar abaixo.

Segundo o governo, o objetivo é arrecadar por meio de doações alimentos para serem entregues a famílias em situação de vulnerabilidade no estado.

Na primeira edição, realizada em decorrência da pandemia em 2020, o programa distribuiu 150 toneladas em todo o Paraná, conforme o governo.

Cesta Solidária: como doar

Quem quiser realizar doações deve entregar os alimentos em qualquer unidade do Corpo de Bombeiros em todo o Paraná. Segundo o governo, são 131 pontos de coleta que podem ter as informações localizadas pela internet.

O horário de funcionamento para entrega das doações é entre 10h e 17h.

No caso de servidores estaduais, as entregas também podem ser feitas no Palácio Iguaçu, em Curitiba, sede do governo estadual.

Profissionais de saúde

E a solidariedade também chega à quem atua na linha de frente do novo coronavírus. O projeto Brasil sem Frestas entregou 150 mil máscaras, 5 mil aventais, 2 mil gorros e também protetores faciais para hospitais.

A doação também foi de milhares de roupas de cama e pijamas, além de 5 mil unidades de um doce apelidado de “biscoito de amor”, uma forma de reconhecimento pelo trabalho desempenhado duante a pandemia.

O reconhecimento aos profissionais de saúde também feito pelo ex-jogador de futebol Sosa. Ele chegou a ficar internado com Covid-19 e, agora, faz pizzas e leva para um hospital de Ponta Grossa como uma forma de agradecimento aos profissionais.

“Eu cheguei a ficar dois dias na UTI e cinco na enfermaria. Tive embolia pulmonar. O pessoal me tratou super bem, cuidou de mim, como tem cuidado de todo mundo. Quero agradecer tudo que fizeram pela minha família e que fazem pela população”, agradeceu.

Fonte: G1