Correio dos Campos

IMM realiza curso de Práticas Restaurativas em Ponta Grossa

14 de Maio de 2018 às 15:55

COM ASSESSORIAS – O Instituto Mundo Melhor (IMM) realizou o curso de Práticas Restaurativas voltado para a comunidade do Santa Mônica e Santa Luzia, de Ponta Grossa. A ideia foi capacitar os próprios moradores para e resolução dos conflitos do bairro. O evento contou com a presença da nova presidente do IMM, Cirlei Pauliki.

Estiveram presentes 22 lideranças sociais durante o curso. A ideia foi promover a capacitação das pessoas para formar uma rede de atuação nas comunidades com o objetivo de resolver os conflitos através do diálogo. A partir de agora, toda quarta-feira terá um atendimento social nas comunidades para solucionar conflitos por meio da Justiça Restaurativa.

“Essas práticas podem ajudar muito na resolução de conflitos principalmente porque as pessoas da comunidade se veem ou se encontram todos os dias e precisam resolver de forma dialógica os problemas que possuem”, afirma Andressa Marista, líder comunitária do Santa Mônica.

O IMM é parceiro do Tribunal de Justiça do Paraná no âmbito da Justiça Restaurativa. Em Ponta Grossa, o IMM é o responsável, por exemplo, pela impressão do material didático e também por organizar os cursos que abordam o tema em todo o estado.

A Justiça Restaurativa, promovida pelo Tribunal de Justiça, é considerada um método consensual baseada no diálogo, que tem atuado em diversas frentes em todo o país. As práticas desta ferramenta concentram esforços na responsabilização de quem cometeu atos infracionais, buscando também dar voz e valor às vítimas desses casos.

Para a psicóloga Glaucia Mayara Niedermeyer Orth, do Centro Judiciária de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), os próximos passos visam fortalecer as redes de Jsuitiça Restaurativa. “Tentaremos fortalecer os facilitadores no território onde residem/trabalham para que possam ajudar-se mutuamente no atendimento de situações de conflito ou mesmo de fortalecimento de vínculos”, afirma.