Correio dos Campos

RETRATO DE AMOR – Fotografias participam de exposição no Shopping Palladium

10 de Maio de 2018 às 19:34

IMPRENSA/Ponta Grossa – A Secretaria Municipal de Políticas Públicas Sociais (SMPPS), através do Selo Social, lançou o projeto Retrato de Amor, onde são realizadas aulas básicas e ensaios fotográficos para os usuários atendidos no Departamento da Pessoa com Deficiência. O primeiro ensaio aconteceu em abril e hoje (10) teve sua primeira exposição no Shopping Palladium, com o tema ‘Mães mais que especiais’. A exposição ficará até a próxima quinta-feira (17), no piso térreo, próximo das Lojas Americanas e Banco Santander.

Os modelos foram escolhidos pelas próprias entidades assistenciais. Mães e filhos ganharam tratamento personalizado, fazendo unhas, cabelo e maquiagem, tudo gratuitamente através do Serviço de Obras Socias (SOS). O projeto Registro de Amor se estenderá até o final do ano, onde a cada 15 dias poderá estar em uma entidade que se interesse em participar. A escola de fotografia, além de ter profissionais já reconhecidos na área de fotografia, também levará seus alunos para participar dos registros. “Foi um belo início de projeto, homenageando as mães como primeiro tema, pessoas que merecem todo o reconhecimento que pudermos dar a elas. A exposição está linda, merece a visita de todos”, comenta a secretaria municipal da SMPPS e presidente da Fundação de Assistência Social de Ponta Grossa (FASPG), Simone Kaminski.

O projeto tem a parceria com a Escola de Fotografia Allumè. Os profissionais envolvidos foram Rodrigo Covolan, Peterson Strack e Camila Blanski e a SMPPS também contou com o apoio de Ro Manys, na elaboração dos quadros com técnica lettering e com a liberação de espaço do Shopping Palladium. “Ficamos encantados com o convite da Prefeitura, o projeto é maravilhoso. Eu tenho trabalhos nacionais e internacionais, mas não tinha feito algo nesta área. As fotos estão em preto e branco, o que mostra que a vida pode ser bela, apenas com as duas cores. A verdadeira deficiência está na incapacidade de amar, eu só tenho a agradecer pelo convite”, destaca o fotografo e dono da Escola Allumè, Rodrigo Covolan.