Correio dos Campos

Índio e Quirino falam sobre vitória do Operário Ferroviário na primeira decisão do Estadual

Fora de casa, Operário venceu o Cascavel CR no primeiro jogo da final da Divisão de Acesso.
10 de Maio de 2018 às 15:51
Foto: RBM Assessoria de Imprensa

COM ASSESSORIAS – Aos poucos o Operário Ferroviário vai deixando de vez a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Depois de ter garantido o acesso para a Primeira Divisão, o time fez o primeiro jogo da final na última quarta (09), em Cascavel. A vitória por 2 a 1 e a decisão em casa, deixam o Fantasma a um passo de mais um título inédito. Saindo do banco, Índio e Quirino elogiaram a postura da equipe, mediante a um lema do Fantasma nessa temporada: “jogo importante não se joga, se vence”.

Com a vitória, o Operário está a um empate de conquistar o título no Germano Krüger. Em caso de vitória por um gol dos visitantes na próxima quarta-feira (16), às 20h15, a final será decidida nos pênaltis. O Cascavel precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com o título.

Substituindo Raphael Soares no segundo tempo, Índio destacou o peso da vitória, não somente por ser um jogo de final, mas também pelo resultado positivo ter sido conquistado fora de casa. “É sempre bom vencer, melhor ainda vencer fora de casa. Nós temos um lema que ‘jogo importante não se joga, se vence’, e hoje fizemos isso aqui”, pontua.

Entrando também no decorrer da partida, o atacante Quirino elogiou a postura do Operário no jogo, frente a uma equipe que ele considera como equipe. De acordo com o atacante, a forma de jogo do time mostra a maturidade do elenco. “Procuramos jogar, impor nosso ritmo como sempre fazemos, sem a diferença de jogar dentro ou fora de casa. Vejo que a equipe se portou bem diante do Cascavel, que também tem um bom time”, comenta.

Para Quirino o jogo foi prejudicado pela arbitragem, que na visão dele fez marcações questionáveis, incluindo o pênalti que gerou o gol para a equipe do Cascavel. Mesmo assim, o atacante ressalta que o foco agora está na competição nacional: “Não entendi o que ele marcou, mas não adianta ficar pensando nisso, já passou. Agora é descansar, pensar na Série C e buscar essa vitória contra a Tombense para seguir entre os quatro primeiros na tabela”.

Antes da segunda partida da final, o alvinegro recebe a Tombense em Vila Oficinas no próximo domingo (13), às 16h30, pela 5ª rodada da Série C.