Correio dos Campos

Zampieri comenta resultado de consulta pública da Prefeitura sobre München

Pesquisa do Poder Executivo apontou que seis em cada 10 votantes são contra a continuidade da Münchenfest. Vereador ressalta necessidade de mudança no modelo do evento.
13 de março de 2018 às 11:19

COM ASSESSORIAS – O vereador Ricardo Zampieri (SD) deu publicidade à consulta pública organizada pela Prefeitura de Ponta Grossa a respeito da continuidade da Münchenfest, festividade tradicional do município que ocorre sempre no último bimestre do ano. Durante a sessão desta segunda-feira (12) na Câmara, o vereador destacou os números da pesquisa e sugeriu um novo modelo para a ‘München’. A enquete foi disponibilizada no site oficial do Município e apontou que 60% dos votantes não querem a continuidade da festa.

Para o parlamentar, que é presidente da Comissão Especial de Investigação (CEI) sobre a Münchenfest, os números são importantes para destacar a forma como a população de Ponta Grossa vê a München e a insatisfação das pessoas com o modelo atual. Nos últimos meses, a CEI descobriu gastos elevados da Prefeitura de Ponta Grossa com a festa, principalmente em relação à segurança e ao consumo de água e energia elétrica.

“Essa consulta pública deixa claro que a população não está mais interessada na Münchenfest por conta do modelo em que a festa é organizada. Talvez seja muito radical acabar com o evento, mas é necessário repensar a forma como ela é realizada. A festa precisa voltar aos moldes antigos e se tornar algo atrativo para as famílias. Infelizmente hoje ela é só uma série de shows voltados a um público restrito e com um único objetivo de dar lucro à organização, sem nenhum caráter cultural e local”, disse o vereador.

Das 2.977 pessoas que votaram na enquete, 1.789 (60%) optaram pelo fim da festa, enquanto somente 1.118 pessoas foram favoráveis a continuidade e ao modelo atual do evento. “Todos nós sabemos que o caráter tradicional da München praticamente se perdeu ao longo dos anos. Como forma de fomentar a cultura e as tradições locais, é interessante que a Prefeitura e os organizadores busquem um novo formato da München para que ela volte a ser atrativa à população. O ideal é que as famílias se sintam prestigiadas e com vontade de participar do evento”, sugeriu Zampieri.