Correio dos Campos

IMM inicia capacitação da Guarda Municipal de Ponta Grossa

29 de Maio de 2017 às 13:30

O Instituto Mundo Melhor (IMM) iniciou nesta segunda-feira (29) a capacitação dos guardas municipais de Ponta Grossa sobre Justiça Restaurativa. O curso se desenvolve no Sindicato dos Metalúrgicos e conta com a participação de 20 servidores. Conforme já determinado no termo de cooperação assinado pelo IMM e pela Prefeitura de Ponta Grossa, cada curso tem duração de dois dias.

“Vamos fazer esses cursos para atender todos os guardas da cidade”, afirma Laryssa Angélica Copack Muniz, juíza coordenadora adjunta do Comissão de Justiça Restaurativa do Tribunal de Justiça do Paraná (CJR) em Ponta Grossa. O IMM tem convênio com o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) para ser o agente implantador da Justiça Restaurativa.

“Esse curso é um início de um processo de mudança de atuar da Guarda, que tende a ficar mais próxima da comunidade”, ressalta a juíza Laryssa.

Para a juíza Jurema Gomes, também integrante do CJR, a implantação da Justiça Restaurativa na Guarda Municipal objetiva proporcionar um melhor atendimento à sociedade. “A Guarda terá ferramentas novas e mais humanizadas para atender a população, agilizando o atendimento. Há problemas que não precisam ser levados ao delegado ou juiz e podem ser resolvidos entre as partes. Os guardas podem atuar neste sentido”, explica.

Segundo o secretário municipal de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato, a parceria com o IMM e a formação são importantes para o órgão. “Essa parceria na formação da guarda municipal, que realiza um policiamento de proximidade com a sociedade, é fundamental”, afirma,

O que é

A Justiça Restaurativa promove a pacificação em conflitos por meio do diálogo entre vítima, a outra parte e pessoas próximas aos envolvidos. Esta é uma forma inovadora de trabalhar a sociedade em um conceito diferente de justiça.

Jovem Mãe

Não última quinta-feira o IMM realizou atividade do Projeto Jovem Mãe na Unidade de Saúde José Bueno, no Jardim Jacarandá em Ponta Grossa. Participaram dos círculos de diálogo 22 adolescentes com o tema “Autoestima”. Essa oficina é abalizada pela Comissão de Justiça Restaurativa do TJ.