Correio dos Campos

Gestão habitacional de PG é exemplo de sustentabilidade em evento internacional

23 de maio de 2017 às 19:02

Durante Smart City Bussines America, Companhia de Habitação de Ponta Grossa discutiu alternativas de sustentabilidade aplicadas no município

Até o dia 24 de maio, Curitiba sedia a quinta edição do evento internacional Smart City Bussines America, maior evento da América Latina que reúne líderes do segmento público e privado para discussões sobre “cidades inteligentes”. O município de Ponta Grossa foi apresentado como exemplo na área de sustentabilidade, com os conjuntos habitacionais da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), durante painel com a participação do presidente da Prolar, Dino Schrutt.
Na mesa de debate “Empreendimento habitacional sustentável: características e pré-requisitos”, as iniciativas do município na área da habitação foram apresentadas, juntamente com as ações da Companhia Estadual de Habitação Popular da Paraíba (Cehap) e da plataforma para gestão habitacional Habicab. “Mais do que mostrar o que vem sendo vendo em Ponta Grossa na área da habitação e sustentabilidade, nossa equipe também pode ver o que vem sendo feito em outras cidades, encontrar soluções de ideias que podem ser aplicadas no nosso município”, avaliou Dino Schrutt.
Os empreendimentos habitacionais entregues pela Prolar, como o Costa Rica I, II e III, Panamá e Esplendore, por exemplo, contam com medidas de sustentabilidade, como placas para aquecimento solar e soluções alternativas para captação de água da chuva. “De dois anos para cá, todos os nossos empreendimentos seguem esse formato, com soluções de sustentabilidade. A Prolar também tem a preocupação de concentrar as unidades habitacionais numa mesma região, em busca de melhorar a mobilidade urbana”, explicou o presidente da Prolar.
O painel “Empreendimento Habitacional Sustentável” centrou as discussões em torno da apresentação de cases de sucesso de Ponta Grossa e da Paraíba. Durante a apresentação da Prolar, também foi destacado que o objetivo com os conjuntos habitacionais é atender as famílias de forma igualitária, oferecendo conforto através de alternativas que garantem qualidade de vida e ainda protegem o meio ambiente.