Correio dos Campos

Prefeitura cede direito de uso da Estação Saudade para revitalização

12 de Maio de 2017 às 20:15

Em breve um dos maiores símbolos de Ponta Grossa será revitalizado, e transformado em um novo espaço dedicado à cultura e qualificação profissional. A Estação Saudade será concedida ao Serviço Social do Comércio (Sesc/PR), que através da Federação do Comércio (Fecomércio/PR) deverá instalar no local o 3º Centro de Cultura da instituição no Paraná. A assinatura da escritura pública de concessão de uso aconteceu na tarde desta sexta-feira (12), e reuniu autoridades municipais e estaduais e integrantes da comunidade ponta-grossense.
O imóvel é tombado pela Curadoria de Patrimônio Histórico do Estado do Paraná e pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural, e tem o direito de uso cedido autorizado pela Lei Municipal 12.465/2016. O prazo é de 25 anos, podendo ser renovado por mais 25.
O espaço é constituído por dois pavimentos, com área edificada de quase dois mil e oitocentos metros quadrados, que deverão ser destinados para o desenvolvimento de atividades de educação e formação profissional. Agora o Sistema Fecomércio terá até 24 meses para iniciar as obras de reforma e restauração do imóvel, que deverão ser concluídas no prazo de até 24 meses após o seu início. Hoje o Sesc mantém apenas dois outros Centros Culturais no Estado; o Paço da Liberdade, em Curitiba, e o Cadeião Cultural, em Londrina.
O secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Henrique Carbonar, explica que a comunidade poderá dispor de uma Casa de Cultura, cozinha pedagógica e café escola. “Esse espaço também vai receber atrações culturais, como oficinas, cursos e shows”, exemplifica Carbonar.
A legislação municipal também prevê que todas as ofertas de atividades culturais devem destinar 10% das vagas para participação gratuita da comunidade. O Município também poderá continuar ocupando espaços externos para a realização de atividades institucionais, desde que tais não interfiram diretamente na programação da unidade cultural, respeitando tais eventos ou interagindo com eles.
Outro benefício da ação, segundo o prefeito Marcelo Rangel, é a valorização tanto da história quanto da importância da região. “O investimento vai atrair novas iniciativas empreendedoras, já que potencializará as atividades econômicas do entorno”, aposta Rangel.
O presidente da Fecomércio/PR, Darci Piana, ressalta a importância da parceria entre as instituições, e reforça o potencial do Quadrilátero Histórico. “Esta região possui um força cultural imensa, e junto com a cultura vem o turismo. Queremos unir as duas coisas”, aponta Piana.
O projeto é uma ação conjunta entre a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, o sistema Fecomércio/Sesc/Senac, a Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG), o Sindicato dos Lojistas de Ponta Grossa (Sindilojas) e o Sindimercados.