Correio dos Campos

Principal suspeito pela morte de Daniele Fausto morre após confronto com a polícia

19 de Maio de 2021 às 17:53
(Fotos: Reprodução)

Por Pedro Dalcol Filho – Luiz Ângelo de Assis Martins, de 20 anos, morreu nesta quarta-feira (19) depois de ser internado em um dos hospitais da região após ser baleado durante confronto com policiais de Castro e Piraí do Sul na noite desta terça-feira (18).

De acordo com a Polícia Civil de Piraí do Sul, o rapaz era o principal suspeito pela morte da jovem Daniele Lobo Fausto, de 22 anos, assassinada a tiros próximo a Escola Municipal Jorge Rivadávia Vargas e que teve o seu corpo localizado no dia 26 de janeiro, já em estado inicial de decomposição.

As investigações sobre o crime apontaram que Luiz Ângelo, ex-namorado da vítima, teria contado com a ajuda de um outro rapaz para atrair Daniele até a região onde ela seria morta.

O crime

Depois de descobrir que a ex estava se relacionando com outra pessoa, Luiz procurou pelo rapaz e o ordenou que marcasse um encontro com Daniele através de um aplicativo de mensagens de celular.

Quando a jovem chegou ao local ela foi surpreendida pela presença dos dois rapazes. As investigações concluíram que ela foi morta por Luiz Ângelo com tiros na cabeça e abdômen.

A prisão

Os dois envolvidos no assassinato da jovem piraiense foram presos na noite de ontem por policiais da Polícia Civil de Piraí do Sul e do Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Castro.

Segundo a polícia, Luiz Ângelo foi preso na região do bairro Santa Leopoldina, em Castro.

Ao perceber a chegada dos policiais, ele arrastou um sofá para a porta da casa e apontou uma arma para os agentes que revidaram e o atingiram com três disparos.

Ele foi socorrido e levado para um dos hospitais da cidade, onde permaneceu sob escolta policial até o momento em que não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito.

Já o rapaz de 18 anos que atraiu Daniele até o local do crime foi preso, também em Castro, sem apresentar resistência.

Envolvimento com outros crimes

A polícia informou ainda que Luiz Ângelo era investigado pela participação em outros cinco homicídios registrados na região.

Caso com adolescente

Uma adolescente de 12 anos que estava desaparecida desde o dia 3 de maio foi encontrada na casa aonde aconteceu o confronto entre os bandidos e os policiais.

De acordo com as informações repassadas pelas forças policiais, ela morava com o criminoso desde a data em que a família registrou o seu desaparecimento.