Correio dos Campos

Zé Sandrini e Ludi recebem deputado considerado desafeto dos professores

23 de Maio de 2017 às 23:45

A secretaria de Comunicação Social da prefeitura de Piraí do Sul publicou na tarde desta terça-feira, 23, em sua página na internet, notícia tratando da visita feita pelo deputado estadual Luiz Claudio Romanelli ao prefeito José Carlos Sandrini (PHS) e à vice-prefeita, Ludi Meri Raymundo, no dia 11 desse mês, oportunidade em que o prefeito, recém empossado, analisou os primeiros dias de sua gestão.

 

Na contramão do discurso – Seria a visita do parlamentar mais uma daquelas consideradas normais em se tratando de agentes políticos que atuam em suas bases eleitorais. No entanto, o aparecimento de Romanelli na cidade o colocou frente a frente com a agora vice-prefeita, Ludi Meri Raymundo (REDE), que a pouco mais de dois anos foi uma das vítimas do desrespeito do deputado quando os professores da rede estadual de ensino lutavam pela manutenção da previdência do Estado, sem as alterações propostas pelo governo.

 

Relembrando – Na primeira oportunidade em que a Assembleia Legislativa do Paraná foi ocupada por professores que manifestavam sua insatisfação contra o governo Beto Richa e que lutavam à época pelos direitos conquistados pela classe, o deputado Romanelli foi um dos muitos que agiu em desfavor dos servidores, tendo, inclusive, passado diante deles nos arredores do Palácio Iguaçu zombando dos manifestantes.

 

Vale lembrar – Na oportunidade, de todos os deputados estaduais que representam a região dos Campos Gerais, apenas Marcio Pauliki (PDT) e Péricles Holleben de Mello (PT), votaram a favor dos interesses dos funcionários estaduais (veja quadro publicado pela Gazeta do Povo, em 29 de abril de 2015).

 

Quem foi contra os professores – Luiz Claudio Romanelli (PMDB), Nelson Justus (DEM), Pedro Lupion (DEM) e Plauto Miró Guimarães (DEM) votaram a favor da proposta enviada à Alep por Beto Richa.