Correio dos Campos

Irmãos que morreram com 4 dias de diferença podem ter sido envenenados por produtos químicos; Polícia investiga

Polícia Civil analisa denúncia anônima de que teria havido intoxicação ou envenenamento por produtos químicos
20 de julho de 2022 às 14:44
(Foto: Redes sociais)

O delegado da Polícia Civil de Marialva, Aldair Oliveira, afirmou que irá oficiar o Hospital Metropolitano de Sarandi, para que a instituição apresente informações com relação à morte de dois irmãos, de 4 e 6 anos, em um período de 4 dias. Dependendo do teor dos documentos encaminhados pelo hospital, um inquérito pode ser aberto.

Os meninos morreram com 4 dias de diferença e geraram comoção em Marialva, noroeste do Paraná. Eles estavam internados no Hospital Metropolitano de Sarandi, segundo a família, com a mesma doença: pneumonia.

O delegado afirmou que recebeu uma denúncia anônima com relação ao caso, de que a morte poderia ter sido causada por intoxicação ou envenenamento por produtos químicos. “Se a morte for mesmo por causa de produtos químicos, vamos abrir um inquérito para apurar se essa situação foi acidental ou não. Mas isso depende das informações preliminares que estamos colhendo junto ao hospital”, afirmou o delegado.

Benjamin Makita Barião, de 4 anos, e Joaquim Makita Barião, de 6 anos, deram entrada juntos no hospital, no dia 13 de julho. Após piora no quadro, Joaquim morreu na última sexta-feira (15). Quatro dias depois, nesta terça-feira (19), o irmão Benjamin também morreu.

A família, que mora na zona rural do município vizinho de Marialva, afirmou que os meninos apresentavam baixa oxigenação e tiveram que ser entubados. Com o passar dos dias, eles começaram a apresentar problemas nos rins e no pâncreas.

Fonte: RIC Mais

Leia mais clicando AQUI