Correio dos Campos

Motorista bêbado que matou jovem motociclista em Reserva é preso e afirma não ter visto moto, diz delegada

Mariliza Lopes, de 22 anos, morreu quando saía do trabalho; homem chegou a ser preso, mas foi liberado no dia do acidente. Nesta segunda (22), ele foi detido e confirmou ter bebido
22 de novembro de 2021 às 14:27
Mariliza Lopes, de 22 anos, morreu após batida entre motocicleta e carro, em Reserva (Foto: Arquivo pessoal)

Foi preso preventivamente o motorista bêbado que matou uma jovem de 22 anos em um acidente em Reserva, nos Campos Gerais do Paraná, de acordo com a delegada titular da delegacia da cidade, Sandra Nepomuceno. Ele foi detido na manhã desta segunda (22).

O acidente aconteceu no dia 15. Mariliza Lopes estava saindo do posto de combustíveis onde trabalhava quando teve a moto atingida pelo carro. Uma câmera de segurança registrou o momento da batida.

No dia do acidente, o condutor fez teste do bafômetro que apontou ingestão de bebida alcoólica, segundo a Polícia Militar (PM). Ele chegou a ser detido, mas foi liberado na sequência.

À época, o delegado plantonista o liberou alegando que o motorista permaneceu no local do acidente, tentou prestar socorro à vítima e que a lei não prevê prisão nesse caso.

Nesta segunda, de acordo com a delegada, o homem foi preso pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo sob efeito de bebida alcoólica. O nome dele não foi divulgado, apenas a idade de 34 anos.

Ainda segundo a delegada, ele prestou depoimento e confirmou que bebeu no dia do acidente, além de afirmar não ter visto a motocicleta.

Até a publicação desta reportagem, o condutor não tinha advogado constituído.

Outras duas pessoas que estavam no carro com ele ainda serão escutadas pela Polícia Civil. Elas fugiram a pé do veículo depois do acidente.

Segundo a delegada, o motorista afirmou que não lembra quem são essas pessoas.

O prazo para encerramento do inquérito é de 10 dias.

Fonte: G1