Correio dos Campos

‘Está arrependido’, diz advogado de vereador suspeito de matar empresário a facadas em Ivaí

1 de fevereiro de 2020 às 07:35
(Foto: Divulgação)

A defesa do vereador suspeito de matar um empresário de Ivaí, na região dos Campos Gerais do Paraná, disse que Luisir Lobacz (MDB) está arrependido e com quadro de depressão grave. Nesta sexta-feira (31), o vereador deveria se apresentar à polícia, conforme a defesa, no entanto a ida foi cancelada.

O empresário Everaldo Manfron foi morto no dia 25 de janeiro após ser esfaqueado em um supermercado da cidade. Desde então, o vereador é considerado o principal suspeito do crime, conforme a polícia.

O advogado do vereador, Fernando Madureira, disse que o vereador está tomando medicamentos e que irá reagendar uma nova data para apresentação em até 10 dias.

“Essa situação foi lamentável, chocou muito ele [vereador]. Está arrependido, tanto que está em uma situação psicológica deteriorada. Mas ele irá se apresentar”, afirmou a defesa.

Madureira disse ainda que pretende fazer o pedido de um habeas corpus para que o vereador responda em liberdade.

Investigação
De acordo com o delegado que investiga o caso, Luis Gustavo Timossi, um mandado de prisão preventiva já foi expedido pela Justiça e Lobacz é considerado foragido desde quarta-feira (29).

O delegado afirmou que o crime pode ter sido motivado por uma dívida antiga que o suspeito teria com o empresário.

Uma segunda linha de investigação seria uma revolta por parte do vereador, já que Manfron acionou a Polícia Militar por conta do barulho de um bar, onde estava o suspeito na madrugada em que aconteceu o crime, conforme a polícia.

“Nós investigamos a prática de um homicídio qualificado, pela impossibilidade de defesa da vítima, bem como pelo motivo fútil”, disse.
A Polícia Civil informou que denúncias sobre o paradeiro do vereador podem ser feitas por meio do WhatsApp, pelo número (42) 99827-9684.

O caso
Câmeras de segurança registraram o momento em que o suspeito chega no supermercado e esfaqueia a vítima. Segundo familiares do empresário, ele e o vereador se desentenderam horas antes.

O empresário foi atingido na região do tórax e dos braços e socorrido por funcionários e familiares. Everaldo foi levado para um hospital de Ivaí e, depois, transferido para Ponta Grossa em estado gravíssimo.

A vítima passou por uma cirurgia e foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos.

Após o crime, Luisir Lobacz (MDB) pediu afastamento da Câmara de Ivaí pelo prazo de 60 dias. O vereador foi o mais votado da cidade nas eleições municipais de 2016.

A Polícia Civil já ouviu testemunhas do caso e disse que pode concluir o inquérito de investigação mesmo sem ouvir o suspeito.