Correio dos Campos

Palmeira está em destaque como uma das melhores cidades do Brasil quanto a eficácia na administração de verba

7 de julho de 2022 às 09:09
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – Foi publicado na revista ISTO É, na edição 2736 de 01 de julho de 2022, o anuário sobre “As Melhores Cidades do Brasil”, com o ranking sobre a eficácia na administração de verbas, considerando a capacidade de organizar as ações das políticas públicas com um orçamento reduzido.

A pesquisa da Austin Rating – Agência Classificadora de Risco de Crédito, em parceria com a Editora Três, avaliou os indicadores fiscais considerando a capacidade de arrecadação dos 5.570 municípios brasileiros onde a partir de um orçamento reduzido, controlando a despesa e realizam com excelência as políticas públicas.

A análise se deu em três categorias, sendo municípios de grande, médio e pequeno porte. E Palmeira, dentre as cidades de pequeno porte, ficou classificada em 48º das 50 melhores cidades que possuem organização administrativo-financeira, com eficácia na administração de verbas.

Esta classificação positiva é devido ao controle das despesas e robusteza na receita, conforme quadro abaixo, onde se observa evidentemente o equilíbrio entre as receitas e despesas, que são os principais elementos do orçamento público, seguindo o previsto no plano plurianual:

Observamos de 2020 para 2021 uma evolução positiva na gestão orçamentária e financeira, tendo um salto de 6,77% para 14,20% a arrecadação em relação as despesas, tendo uma perspectiva melhor ainda para 2022, e isso é resultado de investimentos numa arrecadação qualificada e controle da despesa, tanto no volume de gastos, quanto na qualidade do gasto.

E Palmeira, sendo considerada um município de pequeno porte se destacou, estando na 48ª colocação a nível nacional, na eficácia de gestão orçamentária e financeira, e destaca-se ainda, que entre os 50, apenas 8 são do Paraná.