Correio dos Campos

Empresas do setor energético planejam investimentos milionários em Palmeira

24 de Maio de 2017 às 14:11

Na tarde desta terça-feira (23) o Prefeito Edir Havrechaki, o secretário de indústria e comércio, Jaudeth Hajar e o vereador Marcos Ribas estiveram em Curitiba para apresentar os dois projetos de energia limpa junto ao secretário da casa civil, Valdir Rossoni, que devem ser desenvolvidos em Palmeira.

Em março deste ano, a prefeitura já havia recebido uma comitiva de bolivianos de empresa alemã especializada em energia fotovoltaica (energia pela claridade) para investimento de US$ 300 milhões. A comitiva possui projeto para instalação de usinas solares no município e aguarda parecer prévio do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para iniciar a instalação. Para este projeto inicial a Prefeitura já organizou a doação de 113 mil metros quadrados de área na localidade do “antigo matadouro”.

Após os investimentos para a instalação desta primeira usina, foi a vez dos chineses do grupo Ced Prometheus e Poly Tecnology se interessarem por Palmeira. A comitiva visitou a cidade com a intenção de investir US$ 200 milhões para a instalação de mais uma usina fotovoltaica. O grupo também acompanhou a comitiva da prefeita de Palmeira até o Palácio Iguaçu que esteve com o secretário da casa civil, Valdir Rossoni, o diretor de distribuição da Copel, João Acyr Bonat Junior, a superintendência comercial de distribuição da Copel, Hemerson Luiz Barbosa Pedroso e chefe executivo da Copel, Maximiliano Andres Orfali.

Durante a reunião, Rossoni orientou que o grupo de empresários faça ainda está semana uma visita a Copel para levar ao resto da diretoria da casa a intenção de parcerias para venda da energia produzida e também buscar incentivos fiscais e de inserção no mercado através do programa Paraná Competitivo. O grupo fica no Brasil até está quinta-feira (25) e pretende conseguir as licenças para o início das instalações das usinas dentro de três meses. Para o prefeito Edir Havrechaki, a viabilização deste projeto colocará Palmeira como referência em produção de energia limpa no Paraná. “Esse é o grande desafio do século, produzir energia de maneira limpa e sustentável, e estamos trabalhando para colocar Palmeira no centro dessa discussão como exemplo para o país”, finalizou.