Correio dos Campos

Família Acolhedora garante direito à convivência familiar e comunitária

11 de Maio de 2021 às 18:00
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – A Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social de Castro organiza e executa o serviço Família Acolhedora para o acolhimento temporário de crianças e adolescentes que por medida de proteção e determinação do poder judiciário são afastadas das famílias.

Elas são inseridas nas famílias cadastradas pelo serviço que é responsável por selecionar, capacitar, cadastrar e realizar o acompanhamento da criança ou adolescente acolhido e sua família de origem. Atualmente, quatro crianças estão em família acolhedora.

A assistente social Adriana Halat Kugler, ressalta que essa modalidade de acolhimento está voltada às necessidades pessoais do acolhido, permitindo acesso às rotinas comuns, possibilitando que permaneçam na comunidade, participem das atividades da família, criem vínculos e identifiquem referências positivas e que favoreçam o desenvolvimento saudável de cada indivíduo. “Eles estão dentro de um ambiente familiar, cercado de cuidados, de carinho, atenção e afeto”, disse.

De acordo com a secretária Michele Nocera Fadel, o acolhimento familiar no município está organizado segundo princípios, diretrizes e orientações do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), da Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais da Política de Assistência Social, bem como das Orientações Técnicas dos Serviços de Acolhimento para Crianças e Adolescentes, com vistas a reintegração familiar. “Esse serviço é fundamental para a garantia do direito a convivência familiar e comunitária e é importante que novas famílias se cadastrarem para receber em seus lares crianças e adolescentes”, destaca.

Para informações a respeito do serviço de acolhimento familiar os interessados podem entrar em contato com a equipe pelo telefone (42) 2122-5527 ou 2122-5521.

Evento

Na última sexta-feira (7) foi realizada palestra online com Sandra Sobral, presidente do Instituto Geração Amanhã com o tema “Acolhimento Familiar e sua importância na garantia do direito à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes”.

O evento foi dirigido a profissionais da Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Assistência Social e Rede de Enfrentamento às Violências.