Correio dos Campos

Professores de Castro recebem formação para o Agrinho

10 de Maio de 2017 às 19:55

Cerca de 80 professores, a maioria deles da rede municipal de ensino de Castro, participaram nesta quarta-feira (10) de uma atividade de formação para participação no programa estadual Agrinho, no auditório da Secretaria Municipal de Educação.

As atividades foram coordenadas pela instrutora do Senar, Andrea Carvalho, com o objetivo principal de estimular os professores a participarem do projeto, além de trazer esclarecimentos sobre o regulamento e auxílio no trabalho com o material de apoio.

Esse ano, o programa Agrinho traz o tema “As coisas que ligam o campo à cidade: o nosso papel para melhorar o mundo”. O foco principal da atividade é levantar temáticas de relevância social da atualidade dentro dos currículos escolares. Divide-se nas modalidades de desenho, redação, experiência pedagógica, escola Agrinho e município Agrinho. “Nós incentivamos e vibramos muito pela participação dos nossos professores nessa atividade porque o Agrinho tem a capacidade de extrair muito conhecimento do professor num processo diferenciado também para o aluno. Nos dá muita satisfação também em ver que nossas crianças conseguem aproveitar todo o universo de pesquisas e descobertas em cada tema abordado”, diz a secretária municipal de Educação, Rejane Nocera.

Reconhecimento

No ano passado, dos 22 projetos selecionados para examinação em todo o Estado, Castro se destacou em dois deles. O campeão do Agrinho, inclusive, foi de Castro, através do projeto apresentado pela professora Natali Castanho, do Centro Municipal de Educação Infantil Pequeno Reino, do Socavão, que abordou com seus alunos o tema “A revitalização de uma nascente”. Ela conta que foi muito gratificante ver como o estímulo às crianças trouxe tanto retorno. “Acreditamos também que nosso projeto possa servir de exemplo, além de dar todo o suporte para educar as crianças para a importância da sustentabilidade e preservação do meio ambiente”, comentou.

Agrinho

Agrinho é o maior programa de responsabilidade social do Sistema FAEP, resultado da parceria entre o SENAR-PR, FAEP, o governo do Estado do Paraná, mediante as Secretarias de Estado da Educação, da Justiça e da Cidadania, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Agricultura e do Abastecimento, os municípios paranaense e diversas empresas e instituições públicas e privadas.

O Programa Agrinho completa 19 anos de trabalhos no Paraná, levando às escolas da rede pública de ensino uma proposta pedagógica baseada em visão complexa, na inter e transdisciplinaridade e na pedagogia da pesquisa. Anualmente, o programa envolve a participação de mais de 1,5 milhão de crianças e aproximadamente 80 mil professores da educação infantil, do ensino fundamental e da educação especial, estando presente em todos os municípios do Estado.