Correio dos Campos

Mediadores de leitura participam de oficina em Castro

2 de Maio de 2017 às 19:33

Começou nesta terça-feira (2) a oficina de formação “De caso com a palavra: segunda edição”, da escritora Cléo Busatto. O evento acontece até quinta-feira (4), na Biblioteca Pública Municipal de Castro para a capacitação de mediadores de leitura por meio da integração da palavra falada e escrita às diversas áreas de conhecimento.

De acordo com Cléo, a oficina não apresenta apenas as técnicas de como atrair o leitor, mas é um espaço de reflexão literária para a formação do sujeito. “A leitura é um instrumento de transformação de consciência, forma sujeitos livres para construir uma nação, e a arte é fundamental na construção de valores. A prática é fácil, mas a reflexão é o pulo do gato”, avalia.

A escritora explica que a biblioteca é um espaço cultural que por meio de ações deve ser transformado. “Quem atua na biblioteca precisa saber o que o leitor busca e deve envolvê-lo com sua capacidade de encantamento pelo texto literário. Ele deve conhecer os livros que tem lá, que a biblioteca é um espaço de troca, onde outras linguagens podem circular, sensibilizadas pelo exemplo literário”, diz.

Para a professora de Artes, Administração e Economia, Candida Azenir Oliveira, que monta bibliotecas em escolas, a oficina traz conhecimento para trabalhar com os livros. “É importante aprender como despertar o interesse pela leitura”, diz.

O superintendente de ação cultural da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo de Castro, Augusto de Camargo Iucksch Beck, destaca a importância da capacitação para os atendentes de bibliotecas. “A leitura é fundamental para a formação do cidadão. A qualificação dos mediadores é importante para formar uma rede de leitores de forma eficaz. Estamos felizes pela escolha de Castro para o projeto da professora Cléo Busatto, que é uma artista das palavras”, disse.