Correio dos Campos

Maio Amarelo: Com hospitais ainda sobrecarregados, cresce importância da conscientização para evitar acidentes de trânsito

No último mês, cerca de 170 vítimas foram encaminhadas para os hospitais com ferimentos graves no Paraná
3 de Maio de 2021 às 18:05
Maio Amarelo chega para conscientizar a população sobre a importância da direção segura. (Foto: Envato)

COM ASSESSORIAS – Com quase 3.200 acidentes de trânsito registrados pelo Corpo de Bombeiros do Paraná em abril deste ano, o Maio Amarelo chega para conscientizar a população sobre a importância da direção segura e defensiva, com a campanha “Respeito e Responsabilidade, Pratique no Trânsito”. No último mês, 66 acidentes no estado resultaram em morte imediata e cerca de 170 vítimas foram encaminhadas para os hospitais com ferimentos graves.

Em 2020, os casos de urgência e ortopedia no Hospital Universitário Cajuru, referência em trauma, corresponderam a 91% dos mais de 119 mil atendimentos realizados. Uma alta parcela desses casos corresponde a vítimas de acidentes de trânsito. “Os acidentes com maior frequência e gravidade são com motociclistas e as lesões podem variar bastante. O que a gente mais observa no dia a dia ao atender vítimas de acidente de trânsito são traumas de crânio encefálico e traumas de membros como fraturas, amputações ou perda permanente dos movimentos. Além disso, também são frequentes os traumas internos, como tórax e abdômen que podem levar o paciente à morte”, comenta o médico plantonista do Pronto Socorro do Hospital Universitário Cajuru, Gleicon Oliveira da Rosa.

No Paraná, foram registrados mais de 40 mil acidentes de trânsito em 2020, mas a maioria poderia ter sido evitada. “O principal desafio é educar a população, pois as pessoas só percebem os riscos de uma direção perigosa, atravessar fora da faixa de pedestres ou outras infrações graves, quando sofrem o acidente ou acontece com alguém muito próximo”, diz o plantonista. Nesse cenário, o Maio Amarelo ressalta a importância de avaliar as condições da via e do clima, fazer frequentemente a manutenção do veículo, não dirigir após ingerir bebida alcoólica, evitar falar ou mandar mensagens no celular enquanto estiver dirigindo e sempre manter a atenção redobrada na estrada.

Praticar a direção defensiva é a melhor forma de evitar colisões. Mas, no caso de um acidente de trânsito com vítimas, ações imediatas podem ajudar a salvar vidas e contribuem com o trabalho da equipe médica e de pronto socorro. “A primeira coisa que alguém pode fazer ao presenciar um acidente de trânsito é sinalizar o local para evitar novas colisões e, em seguida, ligar para o Siate no número 193 caso haja vítimas. Nesse momento, é extremamente importante passar as informações de forma mais precisa possível, como quais são os veículos envolvidos, o número de vítimas, se estão conscientes e as principais lesões observadas. Assim a equipe do Siate poderá encaminhar a quantidade certa de ambulâncias e atender as vítimas conforme as informações previamente passadas”, finaliza o médico.