Correio dos Campos

João Carlos Gomes comemora abertura de Medicina na Unicentro

Trabalho iniciado durante a gestão do ex-secretário na Seti foi concretizado em solenidade na Câmara de Guarapuava, na noite de quinta-feira (17).
18 de Maio de 2018 às 12:52

COM ASSESSORIAS – O ex-secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, esteve presente ao lado da governadora Cida Borghetti (PP) na cerimônia que marcou a assinatura do decreto de criação do curso de Medicina na Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), em Guarapuava, durante a noite de quinta-feira (17). A solenidade também formalizou a posse do professor Décio Sperancio à frente da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

O curso de medicina tem o início das atividades previsto para 2019. Ofertando 40 vagas, as aulas acontecerão em turno integral, com carga horário de 7,5 mil horas e no mesmo campus (Cedeteg) onde já são ofertados outros cursos da área da Saúde, como Enfermagem, Farmácia e Nutrição, por exemplo.

Os estudos para a implantação de Medicina na Unicentro tiveram início ainda em 2014, durante a gestão de João Carlos Gomes frente à Seti. O ex-secretário explica que, como o município de Guarapuava estava apto a receber um Hospital Regional, as tratativas para a criação do curso de Medicina acabaram avançando, resultando no anúncio feito durante a cerimônia. “Foi um trabalho de quase quatro anos para que o curso se concretizasse. Era uma demanda muito grande e importante dos prefeitos e vereadores, não só de Guarapuava, mas de todos os municípios da região”, destaca Gomes.

De acordo com o ex-secretário, a importância de Guarapuava como um polo regional de Saúde também ajudou nas tratativas. “A criação de um hospital-escola no município, nos moldes de outros hospitais regionais, auxilia muito no processo[de implantação do curso]. O objetivo do Governo do Estado é regionalizar a estrutura da Saúde, de modo que a população não precise se deslocar até a capital ou regiões metropolitanas para receber atendimento. Com o apoio das nossas universidades e o trabalho realizado durante nossa gestão na Seti, o Paraná vai avançando neste sentido”, afirma.

Além dos atendimentos na Saúde, Gomes também destacou a importância do curso para o crescimento da universidade. “A Unicentro se consolida entre as grandes universidades do Brasil com a implantação do curso de Medicina. Já são quase 5 mil médicos formados nas nossas universidades estaduais e que estão espalhados pelo país salvando vidas e auxiliando pessoas em situação de enfermidade”, conta.

Anualmente, são 240 vagas de Medicina abertas nas Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), de Ponta Grossa (UEPG) e Cascavel (Unioeste), com novas 40 vagas abertas a partir do próximo ano na Unicentro, a quinta universidade estadual a ofertar o curso. Atualmente a instituição oferece 67 cursos de graduação, presenciais e a distância, 16 cursos de mestrado e cinco de doutorado. No total, são mais de 11 mil alunos matriculados. Entre 2011 e 2017 foram criados 11 cursos na Unicentro.

Posse de Sperandio

Além do anúncio do curso de Medicina, a solenidade em Guarapuava marcou a posse do professor da UEM, Décio Sperandio, como novo secretário do Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – cargo ocupado por João Carlos Gomes até o mês de abril. Sperandio era diretor da pasta durante o mandato de Gomes.

Ao assumir a secretaria, Sperandio afirmou que continuará desenvolvendo programas e projetos para manter a qualidade do ensino superior e da área de Tecnologia e Inovação do Paraná. “Vamos dar continuidade aos programas, projetos e ações porque são instrumentos para nós viabilizarmos as políticas públicas. Nós temos mais de 100 mil alunos no nosso sistema, 377 cursos de graduação, 83 cursos de doutorado e 180 cursos de mestrado. Faremos a manutenção deste sistema e a implementação de futuros programas”, afirmou o novo secretário.