Correio dos Campos

Pauliki luta pelo fim da tarifa mínima da cobrança de água

25 de Maio de 2017 às 14:12

O deputado estadual Marcio Pauliki luta desde o primeiro ano de mandato pelo fim da cobrança da tarifa mínima de água. O pedido foi reiterado ao presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, nesta quinta-feira (25). A medida vai beneficiar aquelas famílias que consomem quantidade menor, mas necessariamente precisam pagar o valor integral determinado pela tarifa.

“Entendo que o atual modelo é injusto com quem utiliza quantidade inferior à estabelecida pela tarifa mínima. Essa medida precisa ser corrigida”, afirma o deputado.

Tal posicionamento irá beneficiar, sobretudo, as famílias carentes que, na maioria das vezes, não consomem a quantidade imposta pela tarifa mínima. “Precisamos ter um modelo de gestão que atenda aos anseios da sociedade”, ressalta Pauliki.

Dentro desse pedido, a Sanepar irá modificar a cobrança da tarifa mínima. A partir de agora, todos os usuários da empresa irão pagar um valor mínimo de 5 e não mais 10 metros cúbicos como é hoje. Essa alteração vai beneficiar consumidores que já gastavam até 9 metros cúbicos, pois o valor da conta tende a cair.

“Já é um avanço e um passo importante dentro do nosso pedido, mas seguimos lutando para que a tarifa mínima seja revista como um todo, bem como aqueles que já pagam acima da taxa mínima permaneçam com a tabela de referência inalterada”, reforça o deputado.