Correio dos Campos

ExpoFrísia 2017 surpreende visitantes e expositores

3 de Maio de 2017 às 20:08

Terminou no sábado (29/04), a ExpoFrísia 2017, feira nacionalmente conhecida por estimular a troca de experiência entre cooperados, empresários e produtores da região. Nesta edição estiveram presentes mais de 40 expositores, demonstrando 239 animais da raça Holandês Preto e Branco e 93 animais da raça Holandês Vermelho e Branco. Um público de aproximadamente 12 mil pessoas visitou estandes das indústrias de máquinas e implementos agrícolas, e participou de julgamentos de raças e apresentação de animais de alto padrão.

Feira – A Feira, que está em sua 12ª edição, já se consolidou como referência e sinônimo de genética de qualidade do gado leiteiro e pelas apresentações de  alto índice de produtividade das raças Holandesas. A ExpoFrísia é uma mostra privilegiada da excelência na produção de leite e da genética dessas raças, com a realização de julgamentos e negócios de sêmen e matrizes, comprovando o alto nível do plantel da região e, consequentemente, da produtividade leiteira. Um dos assuntos mais discutidos pelos produtores foi o sistema de ordenha robotizada apresentada por um expositor.

Abertura Oficial – Durante abertura foi reafirmada a importância do agronegócio paranaense na economia brasileira. Estiveram presentes no evento a diretoria da Frísia Cooperativa Agroindustrial e autoridades públicas. Foram três dias de exposição  e negócios em Carambeí, região dos Campos Gerais responsável pela principal bacia leiteira do país e exemplo por um modelo de cooperativismo bem-sucedido e pelo desenvolvimento assertivo da técnica do plantio direto, implantada na região desde a década de 70.

Ortigara – Representando o governador Beto Richa, o secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, parabenizou os cooperados e falou do orgulho dos agricultores paranaenses, particularmente no ano de 2017, em colher a maior safra da história. “Um excepcional desempenho, com o fechamento  em 19,6 milhões de toneladas de soja e uma safra de milho com média paranaense acima de 9 mil quilos, um resultado não visto nos últimos 40 anos. Isso é o reflexo da força do campo, força da tecnologia e do conhecimento”, comemora o  secretário.

Presentes no evento – Também estiveram presentes o prefeito de Carambeí, José Osmar Chinato; o vice-prefeito do município, Leon Larroca; o prefeito do município de Tibagi, Rildo Leonardi; o representante do Sistema Ocepar Wilson Thiesen,; o presidente da Câmara de Vereadores de Carambeí, Diego Macedo; o vice-presidente da Fundação ABC, Luiz Henrique de Geus; o presidente da cooperativa Castrolanda, Frans Borg; o presidente da cooperativa Capal, Erich Bosch; o diretor-técnico da ProLar, Ivan Loureiro ; os deputados estaduais Ratinho Junior, Marcio Pauliki; o deputado federal Sandro Alex;  o vice-presidente do Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE), Orlando Pessuti; entre outras autoridades. Das instituições financeiras participantes estiveram os representantes da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Sicredi.

Números crescentes – A produção de leite da região dos Campos Gerais está em constante crescimento. Em 2016, houve um aumento de 30% acima do realizado em 2015, um percentual de crescimento de 6% em relação ao período do anterior. A Frísia foi a cooperativa que apresentou o maior índice de crescimento real da produção.

Temas – Questões como a melhor forma de gerenciar as propriedades rurais, procura pela redução de custos e aumento da produtividade foram desafios levados ao público no evento. Para o presidente da Frísia, Renato Greidanus, a ExpoFrísia é marcada pela troca de experiência entre os expositores. “Nossa feira mostra o que tem de melhor e classifica os Campos Gerais como referência”, complementa o presidente.

Soja – Sementes de soja desenvolvidas para maior produção, híbridos de milho e cultivares de soja, técnicas de plantio, controle de pragas, tecnologias para um bom desenvolvimento, produtividade e eficiência dos animais e resultados finais lucrativos para a produção pecuária de leite e de carne também foram destaques nas palestras que aconteceram durante o evento. No setor de suinocultura, palestras sobre a tecnologia, inovação e resultados referentes à climatização e à nutrição reforçaram os conhecimentos dos associados da Frísia Cooperativa Agroindustrial, que contam com um plantel de criadeiras com excelente padrão genético.

Julgamento – Passaram pela avaliação de Carl Phoenix, juiz internacionalmente renomado, as características leiteiras como arqueamento de costelas, comprimento de corpo, ossatura plana, limpeza de corpo (animais sem acúmulo de gordura), feminilidade, abertura geral de corpo, amplitude de peito, largura e ângulo de garupa. Cada análise realizada demonstra as capacidades do animal de produzir leite em quantidade, qualidade e longevidade. Na ExpoFrísia, os machos também competem pelo Grande Campeão. Para serem bons geradores de futuras bezerras e vacas, passam por análises parecidas com a das fêmeas jovens.

Categorias – Na categoria Fêmea Jovem, a Grande Campeã foi Bur Jr. Laura Avalanche 3209, do criador Hendrik de Boer e Renato de Boer. A Reservada Grande Campeã ficou para C.H Salomons Margarida 1710. Na categoria Novilha Fêmea, a primeira colocação foi para J.D.F Gretha 1925 Redburst, dos criadores Diego Dijkstra e Vinícius Dijkstra. Na categoria Bezerro, RCH Guerreiro 2601 Moses, pertencente a Raphael Cornelis Hoogerheide, foi o colocado número um.

Melhor expositor – Roberto Ari de Castro Greidanus, de Carambeí, foi eleito o melhor expositor e melhor criador da raça Holandesa Vermelha e Branca.

Balanço – Os dirigentes da Frísia estão satisfeitos com os resultados e já se preparam para a Digital Agro, feira que acontece em junho de 2017. O evento será uma mostra do agronegócio do futuro, com novidades em automação, geolocalização e agricultura de precisão. “A obtenção instantânea de dados pelo produtor rural é responsável por modificar o desempenho produtivo. O agronegócio se tornou digital e é a oportunidade para que o gestor, independentemente do tamanho da propriedade, possa ser inserido no mercado global em igualdade com outros players que já estão nessa realidade”, afirma o presidente da Frísia, Renato Greidanus.

Sobre a Frísia Cooperativa Agroindustrial – Fundada em 1925, a Frísia é a cooperativa mais antiga do Paraná e segunda do Brasil. Localizada na região dos Campos Gerais, tem sua produção voltada ao leite, carne e grãos, principalmente, trigo, soja e milho. A cooperativa tem como principais bandeiras: cooperativismo, em que o resultado alcançado se deve a união do trabalho de todos os cooperados e os colaboradores; a diversificação da produção, englobando a produção leiteira, de grãos e de proteína animal; e a alta qualidade do que é feito e comercializado, com animais de excelente genética, rastreamento e investimento em tecnologia, infraestrutura e mão de obra.

Fontes: Imprensa Frísia / Ocepar