Correio dos Campos

Deputada Mabel Canto pede mais ações do Governo no combate da Covid em Ponta Grossa

"A gente tem visto o estado se movimentando, mas o Município tem que fazer também a sua parte", disse a deputada
26 de Maio de 2021 às 17:37
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – A deputada Mabel Canto (PSC) utilizou da palavra durante a sessão plenária desta quarta-feira (26) para pedir ao Estado e ao Município de Ponta Grossa, novas ações no enfrentamento da pandemia.

Segundo a deputada, os leitos Covid do Hospital Universitário estão lotados desde fevereiro e a UPA chegou a fechar suas portas em mais de uma ocasião. Por isso, tendo em vista a situação caótica, é urgente a necessidade do governo em aumentar ainda mais a estrutura hospitalar para atender a demanda dos pacientes.

“Pessoas estão morrendo na UPA sem a oportunidade de acesso a uma UTI em Ponta Grossa. A situação é caótica, 923 óbitos, 13 mil pessoas estão monitoradas e os relatórios apontam novos 227 casos da doença”, disse a deputada durante a sessão.

Em sua fala, a deputada comentou a respeito da preocupação do secretário da fazenda do estado, Renê Garcia Jr, com o aumento das despesas em saúde e o retorno das cirurgias eletivas, externada na última terça-feira (25) e criticou a maneira que o Município de Ponta Grossa utilizou os recursos recebidos do Governo Federal para o enfrentamento da doença.

“Aqui em Ponta Grossa o município recebeu R$ 64 milhões do governo federal para ser utilizado no enfretamento da Covid, mas acabou usando grande parte desses recursos em folha de pagamento. Deixou de usar em ações de real enfrentamento da doença como por exemplo leitos de UTI em Ponta Grossa. O Município não abriu nenhum leito de UTI, quem abriu foi o Estado. Enquanto uma pessoa morrer esperando leito de UTI, sem a oportunidade de lutar por sua vida, os esforços terão sido em vão. Por isso a gente pede mais ações dos governos municipal e estadual”, disse a parlamentar ponta-grossense.