Correio dos Campos

Por que maio é o mês de Maria?

A tradição iniciada no século XVII permanece até hoje, com dias dedicados à celebração da Mãe de Jesus.
12 de Maio de 2021 às 15:16
11.ª Novena de Nossa Senhora Aparecida, 2018. (Foto: Arquivo do Santuário Nossa Senhora Aparecida de Astorga)

Maio é conhecido popularmente como o mês das mães, devido à tradicional comemoração em seu segundo domingo, mas, para os católicos, o mês também tem outro significado bastante especial: a celebração da Virgem Maria.

A Mãe de Jesus, que é uma das figuras mais emblemáticas da Igreja, atende por mais de 50 denominações: Nossa Senhora do Bom Sucesso, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Graça, Nossa Senhora Aparecida, entre outras.

No entanto, o hábito de dedicar o mês de maio à Maria não faz parte dos primórdios da Igreja e é um acontecimento mais recente em sua história. Por isso, vamos explicar um pouco mais sobre esse mês tão especial para o catolicismo.
O início de uma tradição que dura três séculos

A ideia de dedicar 31 dias à memória de Maria, que com um ato de amor e fé, aceitou o pedido do anjo Gabriel e deu à luz a Jesus Cristo, começou no século XVII com dias repletos de orações e pedidos destinados à Mãe de Jesus. No entanto, as comemorações não eram exclusivas ao mês de maio. Somente durante o século XIX que o mês passou a ser declarado como exclusivo das devoções marianas.

No Brasil, mais especificamente, a devoção Mariana foi espalhada pelo país graças aos padres Jesuítas, que estavam nas então recém descobertas terras brasileiras para evangelizar os povos originários que aqui viviam.

As celebrações durante o mês variam, mas rezar o terço diariamente durante maio é uma das tradições mais comuns, além de sempre relembrar as graças, intercessões e milagres concedidos através dos anos para os fiéis devotos à Mãe de Deus.

Campanha “Nossa Mãe Merece”

O Santuário Nossa Senhora Aparecida em Astorga criou a campanha de arrecadação Nossa Mãe Merece para a realização das reformas do Santuário e capelas adjacentes. Com mais de dez anos de história, a contribuição é à parte do dízimo e é direcionada exclusivamente para melhorias na estrutura das igrejas da paróquia. Mais informações podem ser encontradas em nosso site.

Durante o mês de maio, as redes sociais do Santuário estarão produzindo conteúdos exclusivos e temáticos à devoção Mariana. É possível acompanhar os conteúdos diários durante o mês no Instagram e Facebook do Santuário da Mãe Aparecida de Astorga e lives no canal do YouTube.

Fonte: Ricmais